Uma mulher foi detida ao mostrar o cartão falsificado de vacinação contra a covid-19, em Honolulu, no Havai.

De acordo com a CNN, no boletim da jovem de 24 anos, aparece que esta teria sido inoculada com a vacina da ‘Maderna’, em vez da Moderna. Após ser apanhada, a mulher pode agora enfrentar uma multa de até cinco mil dólares e uma pena de prisão.

A situação remonta a 23 de agosto, altura em que Chloe Mrozak chegou a Oahu e apresentou o certificado de vacinação covid, deixando as autoridades em alerta devido àquele ‘erro’, que se veio a confirmar tratar-se de um certificado falsificado.

Após a imagem do cartão ser partilhada no Twitter, não tardaram as críticas.

“É assim que não se falsifica um certificado”, ou “imaginem como é que ela escreveria Pfizer” foram alguns dos comentários deixados pelos internautas na rede social.