Chanchal Lahiri, mágico indiano conhecido como "Jadugar Mandrake" - em tradução livre, Mandrake o mágico - está desaparecido desde domingo depois de ter tentado recriar o célebre truque de Houdini, libertando-se de correntes debaixo de água. 

Lahiri foi amarrado com cordas e correntes fechadas a cadeado e deixou-se afundar no rio Hooghly, perto de Calcutá, na Índia. A família, amigos e comunicação social assistiram de longe e esperavam que, em poucos minutos, o mágico reaparecesse à tona da água. Mas só depois de meia hora sem sinais de Lahiri foi lançada uma operação de buscas, refere a CNN.

Jayanta Shaw, repórter fotográfico de um jornal local, disse à estação norte-americana que Lahiri deveria ter-se libertado das correntes, nadando até chegar à tona da água. O homem de 40 anos tinha como objetivo divulgar e promover os truques de magia, que se têm tornado cada vez mais impopulares na Índia. 

A organização do evento tinha obtido as autorizações necessárias e havia polícia a patrulhar as imediações, mas nenhum agente tinha a missão específica de monitorizar o truque e o próprio Lahiri.

Antes de se deixar submergir nas águas do rio, Lahiri ainda descreveu um truque de magia que tinha feito no mesmo local há duas décadas: "Estava dentro de uma caixa de vidro à prova de bala amarrado com corrents e cadeados e fui deixado cair da ponte Howrah. Libertei-me em 29 segundos", contou. 

/ BC