São os pequenos gestos que fazem a diferença e, nesta escola em Dayton, Maine, nos EUA, o gesto foi tudo menos pequeno. Quando receberam Morey Belanger, de apenas seis anos, na escola, os professores decidiram ir mais longe para acolher aquela que era a primeira aluna surda do estabelecimento.

Assim, todos os alunos, funcionários e professores aprenderam língua gestual para que a nova aluna se sentisse incluída na escola.

Segundo a Fox5, até ao momento, todos aprenderam 20 frases e palavras para ajudar Morey e os professores colaram cartazes pelos corredores com dicas de língua gestual para ajudarem os alunos a comunicarem com a menina.

Mas, a escola foi ainda mais longe e contratou uma Cinderela para traduzir para língua gestual as canções que as crianças cantavam durante as aulas.

"A Morey, mesmo sem saber, ensinou-nos imenso. Ela trouxe-nos uma cultura para o nosso edifício que não tínhamos", afirmou a diretora Kimberly Sampietro, enaltecendo o espírito positivo e a abertura de horizontes que a criança trouxe à escola: "As crianças abraçaram-na realmente. Tomam conta dela, querem-na por perto e brincam com ela".

Para além da língua gestual, a escola também instalou um sistema de assistência auditiva para os alunos que usam aparelhos auditivos e ofereceu aos professores e funcionários aulas online para aprenderem melhor a língua gestual. 

Também a mãe de Morey se mostra agradada pelos esforços feitos pela escola para que a filha se sinta mais confortável.

"Sinto que isto a faz sentir bem-vinda. Penso que todas as crianças ficam entusiasmadas por aprender outra língua e penso que eles acham que é engraçado", afirmou Shannon Belanger.