Milhares de pessoas desafiaram o frio, na noite de quinta-feira, em Nova Iorque, participando numa iniciativa em que atores e políticos convocaram uma campanha de cem dias de “resistência pacífica” contra a administração de Donald Trump.

A iniciativa decorreu ao lado do Trump International Hotel e perto da Torre Trump, marcas da presença em Nova Iorque do magnata que dentro de poucas horas transformar-se-á no próximo Presidente dos Estados Unidos.

Segundo os organizadores, na ação contra Trump participaram entre 20 mil e 25 mil pessoas, muitas das quais exibindo cartazes com mensagens em que se lia “Como meu Presidente, nunca” ou “20 de janeiro de 2017, o dia em que a democracia morreu”.

Várias personalidades juntaram-se aos milhares de manifestantes. Os atores Robert de Niro e Alec Baldwin, o realizador Michael Moore, distinguido com um Óscar, e a cantora Cher estavam entre os que se juntaram numa manifestação ruidosa perto do Trump International Hotel, a sul do Central Parque.

Redação / AM