Dezenas de milhares de pessoas saíram à rua na capital do Iémen para pedir a demissão do Presidente do país. Os protestos foram convocados pelos principais partidos da oposição iemenita e concentram-se em quatro pontos da capital, Sana. O presidente Ali Abdullah Saleh está no poder no Iêmen desde 1990 e pretende recandidatar-se.

«Não à reeleição, não à sucessão», gritavam os cerca de dez mil participantes de uma das quatro concentrações, adianta a agência EFE.



Os manifestantes gritam também palavras de ordem como «Quem supera o limite marcado pela constituição chega a Jidá», referindo-se ao presidente derrubado da Tunísia, Ben Ali, que fugiu para a cidade saudita após um mês de protestos.
Redação / MM