O chefe da Marinha da Indonésia, Yudo Margono, afirmou hoje que o submarino desaparecido ao largo de Bali com 53 tripulantes a bordo tem capacidade para 72 horas de oxigénio.

Em conferência de imprensa Yudo Margono disse também que as equipas de buscas encontraram uma fonte de grande magnetismo a uma profundidade dentre 50 a 100 metros, que pode dar pistas sobre a localização do submarino.

Mais de 400 pessoas, além de cinco navios e um helicóptero, participam desde quarta-feira nas buscas e resgate do submarino KRI Nanggala-402, fabricado na Alemanha em 1977.

A Marinha de Guerra da Indonésia procuram um submarino com 53 pessoas a bordo depois de ter perdido o contacto com o navio no final de exercícios ao largo de Bali.

Um porta-voz da Marinha de Guerra confirmou que o submarino KRI Nanggala 402 não estabeleceu contacto após os exercícios militares em que estava envolvido.

É verdade que o submarino perdeu o contacto a partir das 03:00 (19:00 de terça-feira em Lisboa)", indicou o almirante Julius Widjojono, porta-voz da Marinha Indonésia.

Os militares estão "nesta altura em busca", disse o mesmo responsável, sublinhando que, apesar do conhecimento da área, o fundo do mar é muito profundo no arquipélago de Bali.

O comandante das Forças Armadas da Indonésia, Hadi Tjahjanto, disse à France Presse que Jacarta pediu ajuda a Singapura e à Austrália.

A tripulação do submarino, de construção alemã, é composta por 53 elementos e pode encontrar-se a cerca de 700 metros de profundidade a norte de Bali, disse Hadi Tjahjanto.

/ LF