Massimiliano Fedriga é uma ativista do movimento contra a vacinação e acabou internado num hospital, nos últimos dias, depois de contrair varicela. Fedriga é um dos líderes da Liga Norte, partido de extrema direita que integra a coligação que compõe o governo italiano. 

A notícia foi avançada pelos meios de comunicação social italianos e confirmada pelo próprio no Twitter. 

Estou bem. Estou em casa e em convalescença, obrigado a todos", disse Massimiliano Fedriga  no Twitter.

Depois do diagnóstico, o presidente da região Fruili-Venezia Giulia mudou de opinião em relação às vacinas e garante que sempre foi "a favor da vacinação". Para Massimiliano as vacinas "não devem ser impostas, mas ser tomadas com um acordo com as famílias"

Depois de sair do hospital, o político assegurou que os filhos estão vacinados. Nas redes sociais, várias pessoas realçaram a ironia desta situação.

 

Um especialista em microbiologia, Roberto Burioni, ouvido pelo La Repubblica, espera que depois deste caso "as pessoas se mobilizam pela vacinação".

/ JGF