Matteo Salvini, vice-primeiro-ministro italiano, publicou esta quarta-feira uma fotografia no Twitter e Instagram a comer um pão com creme de cacau Nutella, assinalando o dia de Santo Estêvão. No entanto, a sua atitude acabou por provocar a fúria de muitos internautas.

Neste dia 26 de dezembro, celebra-se o dia de Santo Estêvão, considerado o primeiro mártir do cristianismo. Para assinalar o feriado que esta quarta-feira se celebra em Itália, Matteo Salvini publicou uma fotografia nas redes sociais com a pergunta: “O meu Santo Estêvão começa com pão e Nutella e o vosso?”.

Uma vez mais, a publicação do homem forte do governo desagradou a muitos italianos, que a consideraram uma ofensa e um acto de desrespeito face ao sismo que fez tremer a região de Sicília e já provocou dezenas de feridos, bem como ao assassinío, em plena rua, de um colaborador da polícia.

O meu começou com um homicídio de um colaborador da justiça e um terramoto de magnitude 4.8 que me está a preocupar.”

 

 

Houve um terramoto em Catânia e foi morto um homem sob proteção do Estado. Preocupa-se só com o chocolate?”

 

Além de lembrarem o sismo de 4.8 na escala de Richter que provocou, pelo menos, 28 feridos, na última madrugada, após o vulcão Etna ter entrado em erupção, os italianos também recordaram a Salvini que um homem protegido pela polícia foi morto pela máfia.

Depois das críticas, o ministro resolveu publicar um elogio aos bombeiros que socorreram as vítimas do sismo. 

Obrigado aos mais de 100 bombeiros que estiveram nos escombros e trabalharam desde a noite passada, após o terramoto na província de Catânia. Felizmente, não há mortos e apenas feridos ligeiros."

 

Esta não é a primeira vez que Matteo Salvini é criticado pelas publicações feitas nas redes sociais. Na altura que a região de Veneto foi fustigada por uma tempestade que matou 29 pessoas, em novembro, o vice-primeiro-ministro publicou uma selfie a sorrir perante o caos, que acabou por também gerar polémica.