O cargueiro de bandeira portuguesa "Sider Rodi" desviou na quinta-feira a sua rota para prestar auxílio, em Malta, a uma embarcação com 30 pessoas, sem combustível e com pouca água, que tentava chegar à ilha italiana de Lampedusa.

A informação foi divulgada esta sexta-feira em comunicado pela Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos.

Segundo o comunicado, o "Sider Rodi" estava a navegar entre os portos tunisinos de Gaves e Sousse quando recebeu o pedido de socorro da embarcação, que se encontrava na zona de salvamento e resgate de Malta.

A embarcação seguiu viagem, em direção à ilha de Lampedusa, depois de ter sido reabastecida com água potável e combustível pelo navio português, que retomou depois a sua rota inicial.

O comunicado realça que o "Sider Rodi" era o navio mais próximo da embarcação que emitiu o pedido de auxílio, pelo que era seu dever, ao abrigo da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, prestar o socorro.

/ MJC