A primeira-dama Melania Trump está entre um coro crescente de pessoas no círculo íntimo de Donald Trump que terão aconselhado o presidente incumbente a abdicar do cargo, noticia este domingo a CNN.

De acordo com o canal noticioso, que cita uma fonte próxima da família Trump, Melania terá pressionado Donald Trump a aceitar a perda para o democrata Joe Biden.

Ela ofereceu, como sempre faz”, disse a fonte que diz que, embora Melania ainda não tenha feito comentários publicamente sobre a eleição, terá dado a opinião pessoal ao marido.

Entre personalidades próximas de Trump, Jard Kushner, genro do 45.º presidente, também o terá pressionado a aceitar a derrota nos resultados que elegeram Joe Biden este sábado.

O candidato democrata foi anunciado como vencedor das eleições presidenciais de 3 de novembro segundo projeções dos orgãos de comunicação social norte-americana.

Segundo essas projeções, Biden totaliza 290 “Grandes Eleitores” do Colégio Eleitoral, derrotando o candidato republicano e atual presidente Donald Trump.

A posse de Biden como 46.º presidente dos Estados Unidos está marcada para 20 de janeiro de 2021.