São inúmeras as paródias e os memes sobre Donald Trump que correram na Internet ao longo do seu mandato. Mas a imitação feita pelo ator Alec Baldwin, no programa Saturday Night Live, é, porventura, a que causou mais impacto, até porque se sabe que irritou o próprio Trump: o presidente norte-americano afirmou que a caricatura não tinha piada nenhuma e que o programa não podia ser mais tendencioso. Joe Biden, por sua vez, também não escapou ao humor do programa: a interpretação feita pelo ator Jim Carrey correu o mundo.

Numa altura em que estamos cada vez mais perto de saber quem vai ocupar o cargo de presidente dos Estados Unidos nos próximos quatro anos, reunimos algumas paródias que mais deram que falar.

 

  • Trump por Alec Baldwin

"Acabei de ver o Saturday Night Live. Não se consegue ver aquilo. Completamente tendencioso, não tem piada nenhuma e a imitação de Baldwin não podia ser pior. Que tristeza." Foi desta forma que Trump reagiu, no Twitter, à imitação de si próprio feita pelo ator Alec Baldwin no programa Saturday Night Live.

As caricaturas do presidente norte-americano neste programa de humor tornaram-se tão virais que incomodaram o próprio presidente norte-americano. Baldwin respondeu com uma provocação: "Torne públicas as suas declarações de impostos e eu paro".

  • Jim Carrey como Joe Biden

Mas também o democrata Joe Biden foi alvo de uma caricatura viral neste programa. A imitação aconteceu depois do primeiro debate entre os dois candidatos, considerado um dos piores debates entre candidatos à Casa Branca de sempre.

O ator Jim Carrey, que é conhecido pelo seu registo na comédia, vestiu a pele de Biden num episódio do Saturday Night Live que correu o mundo.

  • Trump como estrela de um videoclip

As paródias a Donald Trump chegaram até ao universo musical. O rapper norte-americano YG lançou um videoclip que, no fund, é uma sátira ao presidente norte-americano.

A música chama-se “Jealous” ("Com Ciúmes", em português) e o protagonista do vídeo é um homem de peruca loira, com o rosto pintado de laranja, que é mostrado ora no Salão Oval da Casa Branca com muitas mulheres à sua volta, ora perto de um avião da Força Aérea, ora deitado no chão cheio de dinheiro.

  • Trump por John Di Domenico

Alec Baldwin não foi o único ator a imitar Trump. O comediante John Di Domenico também fez vários sketches com caricaturas do presidente norte-americano que se tornaram virais.

  • Joe, o "Tio Sinisto"

Joe Biden tem sido criticado pelos comportamentos, considerados menos apropriados, que já teve junto de mulheres. Vários vídeos partilhados nas redes sociais mostram Biden a tocar ou a agarrar mulheres. Gestos que lhe valeram a alcunha de "Creepy Uncle Joe", que em português significa algo como "Tio Joe Sinistro".

  • James Corden faz música a gozar com Trump

O apresentador britânico James Corden fez uma nova versão da canção "Maybe I'm Amazed", de Paul McCartney, que chamou de "Maybe I'm Immune" ("Talvez seja imune", em português) - a frase foi dita por Trump depois de o presidente norte-americano ter saído do hospital onde esteve internado por ter sido infetado com o novo coronavírus.

Toda a canção é, de resto, uma paródia a Donald Trump e às declarações que o líder norte-americano fez sobre a covid-19.

Sofia Santana