Um meteoro iluminou o céu do estado norte-americano da Florida na noite de segunda-feira, revelando um instante de luz e capturando a atenção dos espectadores em toda a península.

Moradores das Bahamas a Jacksonville testemunharam a bola de fogo, que cruzou os céus por volta das 22:18 horas (03:18 de Portugal).

A American Meteor Society, que documenta o avistamento e calcula a velocidade dos meteoros, acredita que a rocha espacial viajou do Sul para o Norte, passando pela costa atlântica da Florida e a ponta oeste da Ilha Grand Bahama.

 

 

Ainda que os residentes na Florida não tenham relatado nenhum som associado ao meteoro, um estrondo sónico foi ouvido na Ilha Grand Bahama, acompanhado de algum tremor. Os meteoros entram na atmosfera externa da Terra viajando de 40.230 mil quilómetros por hora a 257.500 quilómetros por hora.

As bolas de fogo desaceleram rapidamente à medida que encontram o atrito do ar. É esta fricção que gera enormes quantidades de calor e leva a uma das duas possibilidades: ou meteoro abate-se, ou queima e brilha. 

 

 

 

Para as estrelas cadentes, cujos objetos estrelares dificilmente são do tamanho de uma pedra ou de um grão de arroz tufado, os detritos queimam inofensivamente na atmosfera superior muito antes de se aproximarem da superfície. De vez em quando, porém, um objeto muito maior, conhecido como bólido, penetra mais profundamente na atmosfera.

Embora seja possível que alguns dos fragmentos, que se tornariam meteoritos, tenham atingido a superfície, tal provavelmente terá ocorrido sobre o oceano.