Tem apenas 14 anos, acabados de fazer, mas prepara-se para tirar a sua segunda licenciatura, desta vez em Engenharia Biomédica. Carlos Santamaría Díaz será o primeiro aluno, com esta idade, a ser admitido na Universidade Anáhuac Mayab, no México.

“Amo o mundo das células, explorar e descobrir como funciona”, disse Carlos, citado pelo El Universal, quando questionado sobre a sua escolha para esta carreira.

A primeira licenciatura que tirou foi Física Biomédica, quando arrancou com os estudos aos nove anos.

  

Mas o currículo deste pequeno génio não fica por aqui. Carlos começou a ler aos três anos e aos cinco despertou o interesse por Química. Tem um diploma em Química Analítica e ainda um curso de Álgebra.

Pela sua história, que promete um futuro promissor, a criança já é chamada no seu país de “Génio do México”.

Carlos encara este novo desafio como parte da sua vida académica, embora admita que “o maior desafio será a adaptação à dinâmica da sala de aula”.

“Aqui na Universidade Anáhuac Mayab  estamos entusiasmados por ter um aluno como o Carlos, que depositou a sua confiança na nossa instituição”, afirmou Juan Antonio Anaya, coordenador do centro de estudos de Engenharia Biomédica daquela instituição.

Lara Ferin