O Presidente do Brasil, Michel Temer, revogou hoje um decreto que autorizava o uso de tropas das Forças Armadas em Brasília.

Numa edição especial do Diário Oficial da União, o chefe de Estado justificou a revogação da ordem afirmando que considerou "a cessação dos atos de depredação e violência e o consequente restabelecimento da Lei e da Ordem no Distrito Federal, em especial na Esplanada dos Ministérios [onde ficam os edifícios governamentais]".

A decisão aconteceu menos de 24 horas após a assinatura do decreto, que determinou o envio de tropas de militares para proteger edifícios públicos que foram alvo de vandalismo numa manifestação contra o Governo brasileiro realizada na última quarta-feira.

Recorde-se que milhares de manifestantes reuniram-se, em Brasília, em protesto contra o presidente Michel Temer e exigindo eleições antecipadas, depois da polémica da semana passada, onde o presidente foi acusado de três crimes.

Pelo menos seis polícias ficaram feridos e um manifestante foi baleado.