Pelo menos 35 pessoas morreram e 717 ficaram feridas nos protestos que estão a decorrer, desde abril, na Venezuela, informou o Ministério Público venezuelano.

As autoridades detiveram "152 pessoas", na sequência das manifestações contra o Governo da Venezuela, acrescentou em comunicado, precisando que os registos foram atualizadas até quinta-feira.

A maioria das mortes ocorreram na capital, Caracas. Entre as vítimas mortais estão quatro adolescentes.

Das 35 mortes, 18 ocorreram na área metropolitana de Caracas, seis em Carabobo, cinco em Lara, duas em Mérida, duas em Miranda, um em Barinas e um em Táchira", indicou.

 O Ministério Público indicou que há investigações a decorrer para apurar as causas de todas as mortes.

/ EC