Uma mulher de 41 anos morreu, na terça-feira, após ter sido violentamente atacada por uma matilha de pit bulls, na Austrália. 

Amanda Carmichael, que era descrita como a "amiga linda e querida", ia visitar a casa de uns amigos em Maryborough, no estado australiano de Queensland, quando foi atacada por três cães. Eram 09:00 (horas locais).

Quando a equipa de emergência chegou ao local, Amanda tinha ferimentos graves no pescoço, tórax e nos braços. Foram feitas várias manobras de reanimação, mas o óbito acabou por ser declarado no local. 

De acordo com o mayor de Fraser Coast, George Seymour, os cães foram abatidos depois das autoridades os terem apreendido de um alpendre sem qualquer registo. Os donos, identificados mais tarde, também autorizaram que os animais fossem eutanasiados. 

Na comunidade em que vivia, Amanda era conhecida por ter "um coração de ouro" e por ser uma boa mãe. 

Cláudia Évora