O antigo ditador do Panamá Manuel Noriega, que estava hospitalizado desde março na sequência de um tumor cerebral, morreu, esta madrugada, aos 83 anos, informaram fontes governamentais e hospitalares.

O senhor Noriega morreu esta noite”, declarou o secretário de Estado da Comunicação do Panamá, Manuel Doninguez, à agência noticiosa francesa AFP.

A morte do antigo ditador foi também confirmada pelo presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, no Twitter.

Manuel Noriega foi operado, em 7 de março, a um tumor benigno no cérebro no hospital público de Santo Tomás, o maior do país, mas sofreu, de seguida, uma hemorragia cerebral e, depois de submetido a nova intervenção cirúrgica, ficou em estado crítico, tendo sido colocado na unidade de cuidados intensivos.

O antigo ditador, que esteve na prisão por corrupção e assassínio de opositores durante o seu regime entre 1983 e 1989, foi transferido para prisão domiciliária, em 29 de janeiro, para se preparar para a operação, que estava inicialmente prevista para fevereiro.