A Índia tem atualmente o número mais baixo de casos ativos de covid-19 dos últimos oito meses, menos de 150 mil, tendo registado nas últimas 24 horas 11.713 infeções e 95 mortes, segundo as autoridades indianas.

O país, atualmente com 148.590 casos ativos da doença, não registava um número inferior a 150 mil casos ativos desde meados de junho, segundo a imprensa local.

A Índia tem vindo a reduzir a progressão da doença nos últimos meses, depois de atingir o valor mais alto de infeções em meados de setembro de 2020, com 97.894 contágios num só dia.

Na terça-feira, o país registou 94 mortes por covid-19, o total diário mais baixo desde maio, e 8.635 casos, o valor mais baixo desde junho.

Desde o início da pandemia, o país acumulou mais de 10,8 milhões de casos do novo coronavírus (10.814.304), mantendo-se como o segundo com mais infeções, atrás dos Estados Unidos, que no último balanço contavam com mais de 26,7 milhões.

Com um total de 154.918 mortes, a Índia é o quarto país do mundo com mais óbitos, a seguir aos Estados Unidos, Brasil e México, de acordo com a contagem independente da Universidade norte-americana Johns Hopkins.

A Índia começou uma gigantesca campanha de vacinação em 16 de janeiro, tendo até agora vacinado mais de cinco milhões de pessoas (5.416.849), informou hoje o Ministério da Saúde indiano.

Cerca de 300 milhões de pessoas (o equivalente à população dos Estados Unidos) deverão ser inoculadas até julho, na primeira fase da campanha de vacinação, num país com 1,3 mil milhões de habitantes.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.285.334 mortos resultantes de mais de 104,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.740 pessoas dos 755.774 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ CE