A avaria do camião onde seguiam 50 pessoas causou a morte de 44 refugiados, entre eles três bebés e duas crianças, em pleno deserto do Saara. Os migrantes viajavam para a Líbia quando, numa zona remota a norte do Níger, se deu o acidente.

De todos os passageiros que estavam no camião apenas seis sobreviveram. Foram estes que conseguiram pedir socorro.

A falta de água terá sido a principal causa de morte das 44 pessoas.

Segundo informações da agência Reuters, a maioria dos refugiados era proveniente do Gana e da Nigéria.

As buscas pelos corpos já começaram e a Cruz Vermelha alertou as autoridades para o perigo desta rota que tem como objetivo final a passagem para o sul da Europa através do Mediterrâneo.