Populares mataram dois curandeiros no povoado de Mbambani, distrito de Chibuto, sul de Moçambique, acusando-os de feitiçaria, disse a polícia moçambicana.

O porta-voz do comando da Polícia da República de Moçambique na província de Gaza, onde se localiza o distrito de Chibuto, disse que os dois curandeiros foram mortos à paulada por uma multidão.

"Não se pode permitir a justiça pelas próprias mãos, as pessoas que fizeram isto serão detidas e entregues à justiça", afirmou Cláudio Massingue, citado pela Rádio Moçambique.

A multidão incendiou as casas dos curandeiros e destruiu diversos bens.

O indivíduo que a polícia suspeita de ser "o cabecilha" do duplo homicídio está detido, informou o porta-voz da polícia em Gaza.