Pelo menos nove pacientes morreram esta segunda-feira devido a uma rotura na tubagem de fornecimento de oxigénio num hospital na república russa da Ossétia do Norte, anunciaram hoje as autoridades locais.

As vítimas eram pacientes que se encontravam em estado grave ou muito grave na unidade de cuidados intensivos, onde se encontravam internadas 71 pessoas, acrescentaram as fontes, que adiantaram que a avaria ocorreu na tubagem subterrânea, impedindo a bombagem de oxigénio.

O pessoal sanitário do hospital de Vladikavkaz, capital da Ossétia do Norte, tiveram de começar a bombear oxigénio aos pacientes internados com balões, que estão a ser enviados de outras regiões da república.

Segundo o Governo local, os pacientes internados no hospital com covid-19 não correm perigo, uma vez que a rotura ocorreu noutro edifício.

As autoridades locais abriram uma investigação para apurar as causas do incidente.

Agência Lusa / JGR