Pelo menos 61 pessoas morreram no Brasil com a doença de dengue entre Janeiro e Setembro passado, o segundo maior número na história do país, após 2002, quando o número de mortos atingiu 150, noticiou a agência Brasil.

Segundo escreve a agência Lusa, só este ano, houve 279 mil casos de dengue no Brasil, enquanto em 2005 foram notificados 221 mil.

A dengue é uma doença causada por um vírus, transmitida pela picada do mosquito «Aedes aegypti» e caracterizada por febre, prostração, dor à volta dos olhos e nas articulações.

Há dois tipos de dengue: a clássica, quando a pessoa se contamina pela primeira vez, e a hemorrágica, decorrente de uma segunda contaminação, que é muito mais grave e pode levar à morte.

De acordo com o Ministério da Saúde brasileiro, 80 por cento dos locais onde se encontra o mosquito transmissor da dengue são ambientes em domicílios, muitas vezes em recipientes com água.

No próximo dia 18, quando começa o período chuvoso no Brasil, o governo vai promover o Dia Nacional de Mobilização contra a Dengue para mobilizar a população e conscientizá-la sobre os cuidados para combater o «Aedes aegypti».

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério, Fabiano Pimenta, o mosquito não pode ser extinto, mas se a doença for tratada a tempo o óbito pode ser evitado.

O governo está também a tomar medidas para que a dengue não prejudique a realização da XV edição dos Jogos Pan-Americanos 2007, no Rio de Janeiro.

As acções para o combate da doença serão intensificadas na cidade, que deverá receber cerca de 500 mil visitantes durante os 16 dias de competições em Julho do próximo ano, entre turistas e delegações de 42 países.
Portugal Diário