Um homem agrediu uma enfermeira com vários murros na cara por esta ter vacinado a sua esposa contra a covid-19 "sem a sua autorização".

O incidente aconteceu na segunda-feira, por volta das 9:15 da manhã, dentro de uma farmácia no Québec, no Canadá. A polícia canadiana continua à procura do suspeito.

O suspeito estava nitidamente zangado e agressivo. Perguntou à enfermeira porque é que ela vacinou a sua mulher sem a sua autorização e sem o seu consentimento”, contou o porta-voz da Polícia de Sherbrooke, Martin Carrie, à CNN.

 

O homem deu vários murros na cara da enfermeira para que ela não tivesse tempo para se defender ou explicar. A profissional de saúde acabou por cair no chão e o suspeito saiu a correr da farmácia", acrescentou.

A enfermeira foi levada de ambulância para um hospital local com "múltiplos ferimentos no rosto".

Como resultado do incidente, a farmácia em causa suspendeu a vacinação.

De acordo com a polícia, o suspeito tem entre 30 a 45 anos de idade, 1,82 de altura, cabelo castanho, sobrancelhas grossas, dois piercings nas orelhas e uma tatuagem na mão, em forma de cruz.

Redação / IC