O museu de Escultura Subaquáica do Chipre (Musan), localizado na costa da praia de Pernera, em Ayia Napa, Chipre, é a nova obra do artista Jason deCaires Taylor.

Custou um milhão de euros e é composto por 93 esculturas, que se encontram debaixo de água.

O artista coloca os holofotes na reflorestação de áreas de habitat estéril através das suas instalações.

Entre as esculturas, podemos encontrar árvores que podem pesar até 13 toneladas, bem como várias crianças a apontar câmaras a objetos. 

O artista tentou incluir o máximo de refrências alusivas às alterações climáticas e à perda de habitats e poluição.  

Eu espero que deixe o visitante com esperança e com a ideia de que o impacto humano não tem de ser sempre negativo. Que ainda podemos reverter algumas das coisas já feitas...", contou, à CNN.

Cada uma das esculturas foram feitas com materiais com pH neutro, que atrai a vida marinha, para que a zona possa ser enriquecida com biodiversidade.

O museu começa em terra, com uma entrada física na praia de Pernera, até uma plataforma flutuante. É acessível a mergulhadores ou a quem esteja apenas a praticar snorkeling. 

/ IM