O asteroide Bennu, que é do tamanho do Empire State Building, ou seja, com quase 400 metros de altura, é um dos mais "ameaçadores" ao nosso planeta. Pode colidir com a Terra entre hoje e o longínquo ano de 2135. Segundo a NASA, a probabilidade da rocha atingir o planeta Terra é "extremamente pequena". 

Segundo os cientistas, a probabilidade do asteroide atingir o nosso planeta aumentou de 1 em 2.700 para 1 em 1.750 nos próximos 200 anos.

Já não estou tão preocupado com o Bennu como estava antes. A probabilidade da colisão é muito pequena", afirmou Davide Farnocchia, cientista da NASA, citado pelo jornal The New York Times.

Apesar de as probabilidades serem quase nulas, a rocha vai passar tão perto da Terra, que vai ficar a uma distância inferior a que existe entre a Lua e a Terra.

A data mais preocupante para o nosso planeta já é conhecida: 24 de setembro de 2182. Neste dia, a probabilidade de colisão é de 0,037 %.

Mesmo que o impacto, eventualmente, aconteça, o tamanho do asteroide não é suficiente para extinguir toda a humanidade. 

Um asteroide, quando cai, pode criar uma cratera 10 a 20 vezes superior ao seu tamanho. Mas, a área de devastação será muito mais ampla, umas 100 vezes maior que o tamanho da cratera", explicou Lindley Johnson, oficial de defesa planetária da NASA, ao The New York Times.

Bennu foi descoberto em 1999 e desde essa altura que os cientistas o têm estudado.

Redação / IC