O primeiro-ministro da Arménia, Nikol Pashinian, anunciou, neste domingo, a demissão, continuando a exercer o cargo de forma interina até às eleições legislativas de junho, adianta a Agência France-Presse (AFP).

Demito-me hoje do meu cargo de primeiro-ministro", anunciou o chefe do Governo na sua página da rede social Facebook.

 

A Arménia encontra-se num impasse político desde a derrota no conflito com o Azerbaijão, no outono de 2020, no qual disputavam o controlo do enclave de Nagorno-Karabakh.

O país tem eleições legislativas marcadas para dia 20 de junho.

/ NM