Um menino australiano de oito anos escreveu a Tom Hanks quando soube que o ator e a mulher, que se encontravam na altura na Austrália, tinham sido infetados com Covid-19.

Ouvi nas notícias que tu e a tua mulher tinham apanhado o coronavírus", escreveu Corona De Vries, que tem oito anos. Perguntando se os dois estavam bem, Corona acrescentava que adorava o nome que lhe tinham dado, mas por causa da doença agora chamavam-lhe "coronavírus" na escola.

Fico muito triste e zangado quando me chamam assim", desabafava na carta enviada ao ator. 

E Tom Hanks respondeu: "Querido amigo Corona", começou o ator, "a tua carta fez-nos sentir tão bem! Obrigado por seres tão bom amigo. Os amigos fazem os outros sentirem-se bem quando estão em baixo". 

Tom Hanks e a mulher, Rita Wilson, passaram três semanas em Gold Coast, na Austrália, a recuperar depois de serem infetados com o novo coronavírus, tendo entretanto regressado aos Estados Unidos. 

És a única pessoa que conheço que tem o nome corona, como o anel à volta do sol, uma coroa", escreveu Tom Hanks ao menino, para quem enviou também uma máquina de escrever da marca Corona, que tinha levado para a Austrália. "Achei que irias gostar desta máquina. Levei-a para Gold Coast e agora está de volta, contigo. Pergunta a um adulto como funciona. E usa-a para me escreveres de volta", disse o ator, que enviou a Corona papel de carta e envelopes para o efeito.

Segundo a imprensa local, o rapaz escreveu a Tom Hanks porque sabia que tinha sido o ator a dar voz à personagem de Woody no filme Toy Story.

Bárbara Cruz