O “sim” à redução em um terço dos deputados em Itália venceu o referendo realizado no domingo e segunda-feira com 60% a 64% dos votos, segundo sondagens à boca das urnas.

O “não” obteve entre 36% e 40% dos votos, segundo o mesmo estudo, divulgado pela televisão pública RAI.

Mais de 50 milhões de italianos foram convocados a votar no referendo sobre a redução do número de deputados e senadores dos atuais 945 para 600.

O referendo realizou-se em simultâneo com eleições em sete regiões.

Na Toscana, bastião histórico da esquerda, a coligação de extrema-direita e o candidato da esquerda estão empatados, segundo sondagem à boca das urnas da televisão italiana Sky-TG 24.

O candidato da esquerda, Eugenio giani, terá obtido entre 41% e 45% dos votos e a candidata da Liga (extrema-direita), Susanna Ceccardi, 38% a 42%, numa sondagem cuja margem de erro é de 3,1%.

/ HCL