O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deverá mediar as anunciadas negociações entre Israel e a Autoridade Palestiniana. Ambas as partes vão retomar as conversações directas em breve. A primeira reunião poderá realizar-se a 2 de Setembro, em Washington.

De acordo com a agência Reuters, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, avançou que o primeiro-ministro israelita, Benjiamin Netanyahu, e o presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, vão marcar presença. Clinton disse ainda que o rei Abdullah da Jordânia e o presidente do Egipto, Hosni Mubarak, também foram convidados.

De acordo com fontes diplomáticas, citadas pelas agências internacionais, enviados dos Estados Unidos, Nações Unidas, União Europeia e Rússia - que formam o quarteto de mediadores para o processo de paz para o Médio Oriente - prepararam uma declaração conjunta na qual convidam ambas as partes a concluir um tratado no espaço de um ano.

Israel e Palestina mais próximos de se sentarem à mesa

Israel já disse que está disposto a negociar, desde que não haja condições prévias. A Autoridade Palestiniana também concorda em sentar-se à mesa, na base de uma agenda transparente.