O empresário congolês e marido de Isabel dos Santos, Sindika Dokolo morreu esta quarta-feira num acidente de mergulho no Dubai, avançou a TVI segundo fonte próxima da família. 

O empresário e colecionador de arte nasceu no antigo Zaire - hoje, República Democrática do Congo - e tinha 48 anos. Em 2002, casou-se com Isabel dos Santos, filha do ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos.

A família Dokolo enviou uma mensagem à redação da TVI em que manifesta o profundo pesar e consternação num momento "de enorme tristeza e dor".

É com profundo pesar e consternação que a família Dokolo, esposa, filhos, mãe, irmão e irmãs, neste momento de enorme tristeza e dor, lamenta informar o falecimento de Sindika Dokolo, na quinta-feira, 29 de outubro 2020, no Dubai. A família agradece a todos os que expressaram sentimentos de pesar, solidariedade e bondade e que partilham a nossa dor", afirma a nota.

Nas redes sociais, multiplicam-se as mensagens de condolências à família de Dokolo, especialmente numa publicação feita por Isabel dos Santos no Instagram. A empresária revelou uma fotografia da família acompanhada com a descrição "O meu amor".

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

My love ...

A post shared by Isabel Dos Santos (@isabel_dos_santos.me) on

O artista congolês Mohombi também partilhou a sua tristeza nas redes socias, lembrando os bons tempos que viveu com o amigo Sindika Dokolo. 

Descansa em paz, amigo. O teu legado vai viver para sempre", disse o cantor e dançarino.

A notícia da morte do empresário não deixou indiferente o governo da República Democrática do Congo. O assistente pessoal do chefe de estado congolês, Michée Mulumba, disse: “Foi durante um mergulho que partiste para a eternidade. Uma atividade habitual que te arrancou da luta, dos entes queridos. Descansa em paz“.

Também a deputada Nacional da República Democrática do Congo, Colette Tshomba, lamentou a morte do empresário. “SinDo, decidiste deixar-nos, eu curvo-me perante ti. Descansa em paz“, disse

O vice-presidente do Comité de Acompanhamento de Políticas Públicas da RDC publicou uma fotografia de Dokolo, sublinhando que “o vigor, espírito de luta e compromisso que tinha com um Congo justo vão fazer falta".

"Incorporou uma certa ideia de liberdade. A sua morte é uma grande perda para o país. Os meus pensamentos estão com Isabel dos Santos, com a família e entes queridos", disse Lubaya Claudel André.

Entre as mensagens de amor e de tristeza, há quem destaque a estranheza de uma morte inesperada, especialmente num momento em que Dokolo estava implicado nos Luanda Leaks, uma investigação que revelou os alegados esquemas financeiros do casal Dos Santos, que permitiram retirar milhões de dólares ao erário público angolano através de paraísos fiscais. 

Estranho. Muito estranho...". Foi desta forma que a candidata à presidência Ana Gomes reagiu à notícia da morte do marido de Isabel dos Santos.

Henrique Magalhães Claudino / Atualizada às 13:17