O romancista Wilbur Smith morreu este sábado aos 88 anos de forma “inesperada”, avança o seu site oficial. 

Nascido em 1933 na Rodésia do Norte (hoje, Zâmbia) e descrito por muitos críticos literários como o rei do romance de aventura, Wilbur Smith deixa para trás um legado de inúmeros bestsellers, nomeadamente “Vingança de Sangue”, “No Rasto do Predador” e “O Deus do Deserto”.

De acordo com o seu site oficial, Smith morreu após uma manhã de leitura e escrita, ao lado da sua mulher Niso. Durante uma carreira de décadas, vendeu mais de 140 milhões de exemplares em mais de trinta línguas diferentes.

Destaca-se ainda a sua série sobre os Courtney, uma família que vive aventuras em vários locais de todo o mundo e que se mantém como a mais longa da história da literatura.