Luke Letlow, um republicano eleito para representar o Estado do Luisiana no congresso norte-americano, morreu esta terça-feira aos 41 anos, devido a complicações de saúde ligadas à covid-19. O político tinha ganho notoriedade pelas suas intervenções contra as medidas de confinamento, por considerar que o verdadeiro perigo para os Estados Unidos está no impacto económico da pandemia.

Internado desde 19 de dezembro, acabaria por morrer na sequência de um “episódio cardíaco”, no hospital de Shreveport. O médico, que revelou tratar o congressista com um ‘cocktail’ de esteroides e Remdesivir, sublinhou que Letlow não sofria de qualquer outra patologia.

“A família aprecia as preces e o apoio que tem recebido nos últimos dias, mas apela à privacidade durante estes dias difíceis e inesperados”, afirmou Andrew Bautsh, porta-voz de Letlow, através de um comunicado.

O jovem congressista, que morreu a menos de uma semana de tomar posse, era pai de duas crianças.

Através de um comunicado, a líder da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, já expressou o seu sentimento de pesar, lamentando “tristemente a morte do congressista eleito Luke Letlow”.

Recorde-se que os Estados Unidos são um dos países mais afetados pela pandemia de covid-19. Só o Luisiana conta com mais de 304 mil casos confirmados e quase 7.400 mortes, de acordo com fontes oficiais do departamento de saúde norte-americano.