O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, foi destituído e detido pelas Forças Armadas, anunciou hoje o ministro da Defesa sudanês, Awad Ahmed Benawf, através da televisão pública do país.

Anuncio, enquanto ministro da Defesa, a queda do regime e a detenção num lugar seguro do seu líder", disse Awad Ahmed Benawf numa declaração na televisão pública sudanesa.

O ministro da Defesa, que surgiu em uniforme militar, anunciou ainda a realização de "eleições livres e justas" após um período de transição de dois anos durante o qual o país será governado por um conselho de transição militar.

O estado de emergência foi decretado nos próximos três meses e os militares suspenderam a Constituição e fecharam as fronteiras e o espaço aéreo.

O Governo e a Presidência foram dissolvidos e imposto um recolher obrigatório.

O anúncio do ministro da Defesa surge na sequência de um movimento de contestação popular contra o presidente Omar al- Bashir, que chegou ao poder por via de um golpe de Estado há mais de três décadas.