A mulher de Omar Mateen, o atirador da discoteca em Orlando onde 49 morreram, foi detida esta segunda-feira pelo FBI, informou a procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch.

Noor Salman foi detida em São Francisco, cidade do estado norte-americano da Califórnia, local para onde se mudou depois do ataque à discoteca Pulse.

Depois do tiroteio de Orlando, Noor Salman terá dito à polícia que tentou impedir o marido, mas as autoridades acreditam que não disse a verdade. De acordo com a imprensa dos Estados Unidos, a mulher está sob custódia do FBI e deverá ser acusada dos crimes de obstrução à justiça e colaboração com ato terrorista.

Omar Mateen atacou, na noite de 12 de junho de 2016, a discoteca Pulse, em Orlando.

Aquele espaço de diversão noturna é frequentado por comunidades homossexuais e naquela noite tinha cerca de 350 pessoas no interior. Do ataque resultaram 49 mortos e 53 feridos. O homem, que fez cerca de 30 pessoas reféns numa casa de banho, acabou por ser abatido pela polícia no local.

Omar Mateen nasceu em Nova Iorque, era filho de pais afegãos e morava em Fort Pierce, uma cidade a cerca de duas horas de Orlando.

As autoridades norte-americanas classificaram o tiroteio na discoteca Pulse como o pior ataque armado da história moderna do país e o mais violento desde o 11 de setembro de 2001.