Angelina Jolie aderiu, esta sexta-feira, ao instagram e a primeira publicação foi para mostrar solidariedade com as mulheres afegãs. A atriz, de 46 anos, conta já com mais de cinco milhões de seguidores. 

As duas publicações feitas até agora pela enviada especial do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, reprovam os atos talibãs que comprometem os direitos humanos dos afegãos.

Gastar tanto tempo e dinheiro, ter sangue derramado e vidas perdidas apenas para chegar a isto, é uma falha quase impossível de entender", afirmou.

Na primeira fotografia, publicada ontem, pode ler-se uma carta escrita por uma jovem afegã.

Na legenda, Jolie garante que o seu papel enquanto ativista é o de dar voz a quem não se consegue fazer ouvir, especialmente neste momento em que o povo do Afeganistão não consegue comunicar. 

A atriz confessa que esteve na fronteira do Afeganistão, duas semanas antes do 11 de setembro. Há 20 anos atrás e lamenta: "É revoltante ver os afegãos sendo deslocados mais uma vez por causa do medo e da incerteza que tomou conta de seu país".

A estrela de Hollywood promete não deixar a luta pelos direitos humanos e apela a que mais pessoas façam desta luta a sua também:

Como outros que estão comprometidos, eu não me vou afastar. Continuarei a procurar maneiras de ajudar. E eu espero que você se junte a mim", afirma. 

/ IM