"Maduro é capaz de qualquer coisa, capaz de querer dar um golpe de Estado. Ele pode querer fazer isso: mas uma coisa é querer e outra é poder. Uma coisa é o que quer e outra é que o país o acompanhe. Esse sim é o grande desafio. Se Maduro se radicalizar, Maduro vai adiantar a data da sua saída do governo", afirmou Henrique Capriles numa entrevista ao jornal espanhol “El Mundo”.




"Maduro pensa que é Chávez. E esse é o maior erro que cometeu desde o primeiro minuto. Maduro é uma péssima imitação de Chávez", referiu o governador.