A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou esta quarta-feira pela primeira vez na história uma vacina contra a malária para crianças, doença que mata centenas de milhares de pessoas todos os anos.

Trata-se da vacina RTS,S / AS01 da farmacêutica GlaxoSmithKline. O seu nome comercial é Mosquirix.

Para o diretor-geral da OMS fala num dia "histórico", lembrando uma luta pessoal: "Como alguns devem saber, comecei a minha carreira como investigador na área da malária, e sempre lutei para que existisse uma vacina eficaz contra esta antiga e terrível doença. Hoje é o dia, um dia histórico", disse Tedros Ghebreyesus.

Segundo a OMS, a malária é responsável por mais de 400 mil mortes por ano em todo o mundo, sendo que dois terços desses óbitos são crianças africanas com menos de cinco anos. O número de casos por ano cifra-se em cerca de 200 milhões por ano.

Os responsáveis garantem que esta vacina é eficaz em crianças, incluindo naquelas que dormem sem uma rede mosquiteira: "É segura, reduz significativamente a doença grave e estimamos que tenha uma boa relação preço/eficácia".

A malária tem estado connosco ao longo de um milénio, e o sonho de uma vacina tem sido longo mas inatingível. Agora, a vacina RTS,S - que demorou mais de 30 anos a ser produzida - muda o curso da história da saúde pública", acrescentou o diretor-geral da OMS.Marca de seleção branca espessaMarca de seleção branca espessaMarca de seleção branca espessa

António Guimarães