Uma enfermeira norte-americana foi despedida depois de ter divulgado nas redes sociais duas fotografias de um bebé, que nasceu com uma malformação nos intestinos.

Sierra Samuels trabalhava na unidade neonatal de cuidados intensivos do Hospital Jackson Memorial, em Miami, nos Estados Unidos.

Os funcionários que violam as regras de privacidade estão sujeitos a ações disciplinares, incluindo suspensão ou rescisão. Assim que tomámos conhecimento desta violação, colocámos imediatamente a funcionária em licença administrativa", indicou o hospital, em declarações à estação televisiva WFOR.

Depois de um inquérito, que durou várias semanas, a enfermeira foi formalmente despedida.

Em causa uma publicação na sua conta de Instagram, onde a enfermeira não só partilha a foto de um paciente como descreve o seu estado de saúde.

"A minha noite estava ótima, então bum!""os teus intestinos deviam estar para dentro e não para fora!”, escreveu a profissional na descrição das fotografias.

O bebé em causa nasceu com uma condição chamada gastrosquise, uma malformação congénita caracterizada por uma fenda na parede abdominal, junto ao umbigo.

Os intestinos do bebé estão fora do corpo, saindo por um orifício ao lado do umbigo", explica o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, no seu site.

 

Redação / IC