Durante várias noites, Jihad Al-Suwaiti, um jovem palestiniano, da cidade de Beit Awa, na Cisjôrdania, trepou a parede do hospital central de Hebron, onde a mãe estava internada, na Unidade de Cuidados Intensivos, após testar positivo para Covid-19.

A imagem do jovem sentado à janela do quarto da mãe, foi divulgada por Mohamad Safa, um oficial das Nações Unidas e, em pouco tempo, tornou-se viral nas redes sociais. Poucos conseguiram ficar indiferentes ao gesto deste filho.

 

 

Na legenda, Mohamad Safa escreveu:

“O filho de uma mulher palestina infectada com COVID-19, trepou à janela do seu quarto, no hospital, para se sentar e vê-la, todas as noites, até ela morrer”

E foi isso mesmo que aconteceu no passado dia 16 de julho. Rasmi Suwaiti, de 73 anos, morreu poucos minutos depois da visita do filho à janela, escreve o Indian Express.

Na Palestina há registo de, pelo menos, 66 mortes e 10 520 casos confirmados de Covid-19.

Patrícia Pires