Elena Sruthers-Gardner, de 60 anos, morreu depois de um acidente com uma palhinha de metal, em Broadstone, no Reino Unido.

Segundo o jornal britânico The Daily Echo, a mulher tropeçou e sofreu uma queda quando tinha um copo de vidro com uma palhinha de metal. Ao cair, a palhinha, com cerca de 25 centímetros, espetou-se no olho esquerdo da mulher, causando-lhe lesões cerebrais irreversíveis.

A mulher, Mandy Mandy Struthers-Gardner, estava em casa com ela quando tudo aconteceu e chamou rapidamente uma ambulância. Mas Elena acabou por morrer no hospital, no dia seguinte.

Fui rapidamente informada de que, devido à gravidade das lesões, era improvável que ela sobrevivesse. Pedimos a opinião de vários especialistas que nos disseram que não havia nada a fazer.”, contou Mandy Struthers-Gardner, numa declaração feita em tribunal.

O médico legista David Parham, que realizou a autópsia da mulher, confirmou que a causa da sua morte foi uma lesão cerebral causada por uma perfuração da "pálpebra esquerda e do globo ocular esquerdo".

O caso originou um debate sobre o uso das palhinhas de metal, consideradas uma alternativa mais sustentável às palhinhas de plástico normais.