As autoridades do estado indiano de Karnataka, no sul da Índia, pediram desculpas depois de ter sido divulgado um vídeo que mostrava funcionários a atirar corpos de vítimas de Covid-19 numa vala.

Os vídeos causaram indignação e mostravam trabalhadores protegidos dos pés à cabeça com Equipamento de Proteção Individual (EPI), a atirar os corpos, que estavam dentro de sacos de lixo pretos, em valas profundas.

Os corpos eram de oito pessoas que tinham morrido de Covid-19 uns dias antes.

"Enviámos uma carta de desculpas incondicionais aos familiares das vítimas. Lamentamos muito. Condenamos a forma como os cadáveres foram tratados. Eles deveriam ter sido tratados com mais respeito", disseram as autoridades à BBC.

Em Karnataka já morreram quase 250 pessoas vítimas do novo coronavírus. No entanto, o estado foi reconhecido como um dos que mais teve sucesso a rastrear e a conter a doença.

Com quase 600 mil casos confirmados, a Índia tem o quarto maior número de infeções por Covid-19 no mundo.

   
Lara Ferin