Vários bares no Reino Unido foram obrigados a fechar poucos dias após a reabertura, depois de vários clientes terem testado positivo ao novo coronavírus.

Com regras apertadas, os pubs reabriram a 4 de julho, depois de três meses fechados, num dia que ficou conhecido como ‘Super sábado’. Mas mesmo assim, milhares de pessoas saíram à rua e encheram os bares.

Nesse dia, e nos seguintes, as autoridades chegaram a relatar várias detenções e o fecho antecipado de alguns espaços de divertimento noturno, após vários ajuntamentos que estavam a violar as regras de distanciamento social.

Apesar do cenário a que se assistiu em vários bares, a polícia referiu que, a maioria das pessoas, no centro de Londres, “agiu com responsabilidade”.

O bar Lighthouse Kitchen, em Somerset, foi um dos que fechou portas. Jess Green, o seu gerente, sublinhou que decidiu fechar portas “porque a saúde e a segurança de todos está em primeiro lugar”.

“Eu senti que tinha que manter os meus clientes e os meus funcionários em segurança e, por isso, escolhi fechar o bar. Estou chateado, mas a segurança vem em primeiro lugar”, disse à BBC.

Algumas pessoas sugeriram, nas redes sociais, que o cliente que entrou em contacto com o bar poderia estar a mentir, mas outros acabaram por elogiar a atitude do gerente por ter agido rapidamente.

Lara Ferin