A Itália registou 5.218 novos casos de covid-19 e 218 mortes nas últimas 24 horas, de acordo com o Ministério da Saúde, enquanto a pressão hospitalar continua a cair, atingindo os melhores dados desde outubro de 2020.

Com esses números, o país totaliza 4.183.476 contágios e 125.028 óbitos desde que começou a emergência sanitária em fevereiro de 2020.

Dos 291.788 casos positivos, a maioria está em casa sem sintomas ou com sintomas leves, enquanto um total de 11.394 estão hospitalizados, menos 533 do que na quinta-feira.

Desses, 1.469 estão internados em Unidades de Cuidados Intensivos, menos 75 do que na véspera.

Os hospitalizados com sintomas, 9.925, ficaram abaixo da barreira de 10.000 pela primeira vez desde outubro de 2020, o que demonstra a melhoria na pressão hospitalar em Itália.

Em relação à campanha de vacinação, o país administrou 29.655.728 doses e 9.629.451 pessoas estão totalmente imunizadas depois de receberam as duas doses, o que significa 16,25% da população italiana.

O governo continua a flexibilizar as restrições atuais, dada a redução das infeções e o avanço da campanha de vacinação.

Até agora, apenas a região de Vale d’Aosta, no norte, permanece em “zona laranja”, de risco médio de contágio, mas a partir de segunda-feira todo o país vai estar em “zona amarela”, a de menor restrições.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.432.711 mortos no mundo, resultantes de mais de 165 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

. / CE