As autoridades sanitárias da Polónia revelaram esta quinta-feira que os contágios pela doença covid-19 atingiram um novo máximo desde novembro, com 21.045 casos e 375 mortos em 24 horas, e quando o Governo se prepara para anunciar novas restrições.

Com os dados quinta-feira divulgados, a média semanal supera em 5.795 casos os registados na semana passada, indicou o porta-voz do Governo, Piotr Muller, para acrescentar que “hoje ou amanhã o mais tardar vão ser tomadas medidas sobre novas restrições”.

O agravamento dos casos na Polónia, em plena terceira vaga da pandemia, está a suscitar preocupações acrescidas entre as autoridades sanitárias, por se considerar que 30% dos novos contágios são provocados pela variante britânica, segundo referiu na quarta-feira o ministro da Saúde, Adam Niedzielski.

Apesar de no mês passado ter sido autorizada a reabertura de centros comerciais, museus, hotéis e teatros por todo o país, o Governo mantém o encerramento temporal destes espaços em duas regiões do norte devido à elevada incidência de casos.

Recentemente foi imposta a obrigatoriedade do uso de máscaras em todos os espaços públicos, exceto para pessoas com problemas respiratórios, mas esta quinta-feira o porta-voz do Ministério da Saúde, Wojciech Andrusiewicz, advertiu que caso continuem a ser detetados “abusos” e “relaxamento” face às medidas de segurança, estas isenções serão abolidas.

Recentemente, o Governo polaco anunciou que foi ultrapassado o número de quatro milhões de pessoas vacinadas, e que a partir desta quinta-feira os maiores de 69 anos podem inscrever-se nos centros de saúde de todo o país para o processo de vacinação.

Em 18 de março serão abertas as inscrições para as pessoas com mais de 67 anos e no próximo dia 25 será administrada a segunda dose da vacina a pessoas do “grupo 0” (pessoal sanitário e corpos de segurança), que ainda não a receberam.

O Governo polaco insistiu com a União Europeia na necessidade de agilizar o processo de compra e distribuição das vacinas para suster uma terceira vaga, cujo auge foi qualificado de “preocupante”.

A Polónia (38,2 milhões de habitantes) regista 1,85 milhões de casos do novo coronavírus e tem cerca de 2.000 doentes em estado crítico, para além de acumular 46.373 mortes (1.226 por milhão de habitantes).

/ DA