As autoridades de saúde da Suécia alertaram esta quinta-feira que a situação provocada pela covid-19 no país é “séria”, num dia em que somou mais de 7 mil novos casos e 41 mortes, e que os hospitais estão cheios de pacientes.

Britta Bjorkholm, da Agência de Saúde Pública sueca, disse que “agora é a hora de começar a seguir as recomendações” para evitar contágios.

Atualmente, cerca de 400 pacientes infetados pelo coronavirus que provocada a covid-19 estão a ser tratados em Unidades de Cuidados Intensivos dos hospitais.

Bjorkholm afirma que há um número crescente de casos detetados em crianças e jovens na Suécia, mas enfatizou que provavelmente isso acontece devido a procedimentos de teste aprimorados e não a uma tendência emergente.

Segundo a responsável, estudos recentes mostraram que a variante do vírus de disseminação rápida detetada pela primeira vez no Reino Unido “não parece aumentar o risco de doenças graves em crianças e jovens”.

Apesar de um atraso em toda a Europa no lançamento da vacina da Johson&Johnson, a Suécia mantém a meta de todos os adultos receberem pelo menos uma dose de vacina até 15 de agosto.

No total, o país contabilizou mais de 892.000 contágios e 13.761 mortes desde o início da pandemia.

/ MJC