Pelo menos quatro pessoas morreram depois de terem ingerido desinfetante para as mãos, indicou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, sigla em inglês).

De acordo com o organismo, nota a CNN, houve ainda relatos de pessoas que tiveram problemas de visão e convulsões.

As soluções à base de álcool são eficazes para limpar as mãos durante a pandemia, "mas nunca se devem beber", alerta o CDC.

“O desinfetante para as mãos à base de álcool nunca deve ser ingerido”, diz o relatório.

Uma equipa do CDC confirmou que foram reportados 15 casos de adultos que foram hospitalizados no Arizona e no Novo México por envenenamento por metanol após terem consumido desinfetantes para as mãos, entre maio e junho.

O Centro está a tentar perceber porque é que as pessoas bebem desinfetante para as mãos. Realça que as crianças até o podem fazer por engano e até há algumas pessoas que pensam ser um bom substituto para as bebidas alcoólicas.

“Estamos a olhar especificamente para os eventos adversos relacionados com o metanol porque é conhecido por ser tóxico e potencialmente fatal quando ingerido”, referiu o porta-voz.

 

Lara Ferin