Uma mulher de 72 anos foi violentamente atacada, várias vezes, por um bisonte no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, depois de se ter aproximado do animal para lhe tirar uma fotografia.

De acordo com o biólogo do parque, Chris Geremia, “o episódio aconteceu depois do bisonte se ter sentido ameaçado por ter sido abordado, várias vezes, por uma mulher que estava a menos de três metros”.

“Os bisontes são animais selvagens que respondem quando se sentem ameaçados, exibindo comportamentos agressivos. Para estar em segurança perto de um bisonte deve ficar, a pelo menos, 25 metros de distância”, acrescentou o funcionário.

Os socorristas do parque foram chamados ao local e rapidamente prestaram os primeiros socorros à vítima, que sofreu vários ferimentos no ataque.

A mulher de 72 anos foi depois transportada de helicóptero para um hospital em Ohio, onde recebeu tratamento adicional. O seu estado de saúde atual não foi divulgado e o incidente permanece sob investigação.

“Os animais do Parque Nacional de Yellowstone são selvagens”, enalteceram as autoridades em comunicado.

“Quando um animal estiver demasiado perto, seja num acampamento, num trilho, no estacionamento ou numa área com mais pessoas, é preciso manter uma distância segura. Fique a mais de 23 metros de todos os animais de porte grande como bisontes, alces, veados, alces e coiotes, e a mais de 90 metros de outros como ursos e lobos. Se necessário, vire-se e siga outro caminho para evitar a interação com o animal”, aconselharam.

O incidente traz à memória um outro que aconteceu no mesmo parque, quando uma menina de 9 anos foi também atacada por um bisonte.

Lara Ferin