Aumentou para 136 o número de mortos confirmados do naufrágio de um navio de passageiros no Lago Vitória, na Tanzânia, noticia a agência Reuters.

O chefe da polícia da Tanzânia, Simon Sirro, disse esta sexta-feira que foram recolhidos pelo menos 136 corpos depois de a embarcação “MV Nyerere” ter naufragado na quinta-feira, na zona sul daquele lago. O mesmo responsável alertou que o número de vítimas mortais pode aumentar porque muitos outras pessoas ainda estão desaparecidas.

Trinta e sete pessoas foram resgatadas do mar na costa sul do lago, disse Jonathan Shana, comandante da polícia regional do porto de Mwanza, à Reuters por telefone esta sexta-feira. Sem adiantar o número exato, o mesmo comandante da polícia regional revelou que mais equipas de resgate se juntaram às buscas, esta sexta-feira, ao nascer do dia.

De acordo com fontes citadas pela imprensa da Tanzânia, o navio tinha capacidade total para 100 passageiros e 25 toneladas de mercadorias, mas algumas publicações referem que se encontravam embarcadas 400 pessoas.

O governador da região de Mwanza, John Mongella, indicou que por enquanto ainda não se pode determinar o número total de passageiros que se encontravam a bordo do “MV Neyrere” na altura do naufrágio.

O governador acrescentou que 40 pessoas foram resgatadas com vida na quinta-feira à noite, mas não adiantou se foram localizados sobreviventes hoje de manhã, depois de terem sido retomadas as buscas que foram interrompidas durante a noite.

O presidente da Tanzânia, John Magufuli, enviou condolências às famílias das vítimas mortais e desejou uma rápida recuperação aos passageiros que foram, entretanto, hospitalizados.

O navio pertence à Agência de Serviços Eletrónicos e Eletromecânicos da Tanzânia e naufragou enquanto fazia a ligação entre a península de Ukerewe e a ilha de Ukora, na zona sul do Lago Vitória, o maior do continente africano.

O lago, um importante ponto de atração turística, é rodeado pelos territórios da Tanzânia e Quénia é igualmente uma zona onde se registam vários naufrágios todos os anos sobretudo devido a fortes tempestades.

Segundo a Cruz Vermelha, em 1996, mais de 800 pessoas morreram no naufrágio do ferryboat “Bukoba” no Lago Vitória, ao largo de Mwanza. Em 2012, 145 pessoas morreram quando uma embarcação se afundou na costa do arquipélago de Zanzibar, no Oceano Índico.