A Polícia Judiciária deteve no Algarve um antigo padre irlandês condenado por pedofilia. O homem de 74 anos já cumpriu pena de prisão por abuso sexual de menores e era agora procurado por um crime de pornografia infantil.

O homem, de nacionalidade irlandesa, era procurado há já alguns anos pelas autoridades, mas foi na sequência de um mandado de detenção europeu que acabou por ser localizado pela Polícia Judiciária no Algarve. Em causa estava um crime de pornografia infantil, mas o historial é longo e envolve vários casos de pedofilia.

Trata-se de Oliver O'Grady, um antigo padre que, nos anos 90, chegou a ser condenado a 14 anos de prisão na Califórnia, nos Estados Unidos, por crimes ligados ao abuso sexual de menores.

Cumpriu apenas metade da pena, voltou para a Irlanda e viveu também em Amesterdão, onde trabalhou numa paróquia que organizava festas com crianças. Em 2006, O'Grady admitiu mesmo, num documentário, ter abusado sexualmente de pelo menos 25 menores.

Depois da detenção no Algarve, o homem foi presente ao Tribunal da Relação e vai ficar em prisão preventiva até que esteja concluído o processo de extradição para a Irlanda.

Patrícia Manguito