O militar que fundou um abrigo para animais no Afeganistão está finalmente em segurança, no Reino Unido. Consigo, e tal como tinha prometido, trouxe quase 200 cães e gatos que estavam à sua responsabilidade.

Paul "Pen" Farthing  aterrou este domingo no aeroporto ed Heathrow, em Londres, e pouco depois confessou um "misto de emoções": "Chego a Heathrow com um sucesso parcial. Um misto de emoções e um profundo sentimento de tristeza pelo Afeganistão", escreveu na rede social Twitter.

Apesar de ter conseguido resgatar os animais, Paul Farthing deixou para trás todo o seu staff, que agora espera ser ainda retirado do Afeganistão, onde os talibãs começam a apertar o cerco à saída de estrangeiros.

Segundo o veterinário Iain McGill, que seguia a bordo o mesmo avião, foram retirados em segurança entre 90 a 100 cães e 60 a 70 gatos.

Os animais, considerando pelo que passaram, estão todos em boa forma", afirmou à BBC.

Na primeira tentativa de deixar o país, Paul Farthing acabou por ver o carro ser alvo de um ataque. Conseguiu escapar ileso, e agora encontra-se em segurança.

O antigo fuzileiro vivia em Cabul desde 2007, data em que fundou o abrigo Nowzad, para cães e gatos. Depois dos talibãs terem recuperado o poder afegão, Paul afirmou que só deixaria a cidade com os membros do staff (entre eles as três primeiras veterinárias formadas no país) e os 200 animais da sua instituição. Conseguiu apenas a segunda parte, mas mostrou-se feliz pelo feito.

António Guimarães